Grande Jubileu: faculdades especiais aos ministros do Sacramento da
Reconciliação

A quase-paróquia de Alfornelos foi erecta, por desanexação de parte
da paróquia de Brandoa, por decreto de 19 de Dezembro de 1984, que entrou
em vigor no dia 1º de Janeiro seguinte.
Mais tarde, veio a ser criada a correspondente freguesia civil, pela
Lei nº 37/97, de 12 de Julho, tendo-se procedido ao acertamento,
pastoralmente aconselhável, dos limites da quase-paróquia com os da
freguesia, por decreto de 6 de Novembro daquele ano.
Nestes mais de 15 anos de existência, a quase-paróquia tem
desenvolvido e consolidado a sua vitalidade pastoral num território que conta
actualmente 25.000 habitantes.
Não está ainda construída a sua nova igreja, mas dispõe já das
actividades, estruturas e serviços indispensáveis (amplo local de culto, espaços
para os diversos serviços, catequese que atinge cerca de 350 crianças e
adolescentes, grupos de jovens e outros de adultos, alguns ligados a diversos
movimentos, residência paroquial, centro social paroquial de que beneficiam à
volta de 500 crianças e 150 idosos).

Nestes termos, deferindo ao requerido pelo Revº Quase-Pároco e
tendo em atenção que o Conselho Presbiteral foi ouvido e se pronunciou
favoravelmente a quando da erecção da quase-paróquia,
HEI POR BEM:
Elevar à categoria de paróquia a quase-paróquia de São
Francisco de Alfornelos
;
2º Manter-lhe como sede paroquial provisória, até à construção da
nova igreja, o actual lugar de culto.
Dado em Lisboa, cidade de que é padroeiro principal e onde por isso
se celebra como solenidade Santo António de Lisboa, padroeiro secundário de
Portugal, aos 13 de Junho do Ano Santo do Grande Jubileu de 2000.
† JOSÉ, Patriarca de Lisboa
Cón.º Manuel Alves Lourenço
Chanceler